domingo, 14 de outubro de 2012

005) O Bom Tecnico de Raios X

005) O Bom Tecnico de Raios X:
PERFIL DO TÉCNICO DE RADIOLOGIA

 É fato que um bom técnico em radiologia deve ter a capacitação para operar equipamentos que emitem Raios-x, conhecer os principais posicionamentos radiográficos, criando alternativas para pacientes politraumatizados, pediatria e geriatria; ele deve saber identificar a composição de filmes, a relação entre exames e écrans, os procedimentos de processamento na câmara escura, devem avaliar a qualidade da imagem em câmara clara, identificar fatores que influenciam a qualidade radiográfica: mA, Kv, tempo de exposição, distância foco-filme, entre outros.

Porém atualmente um técnico em radiologia deve possuir não só essas atribuições, mas também deve estar preparado para enfrentar situações que vão muito além do que as páginas de um livro ou até mesmo um professor podem ensinar. Essas situações que se mostram na maioria das vezes imprevisíveis, inesperadas, diria mesmo inusitada, ocorrem ao longo de nossa vida profissional e infelizmente não podemos fugir delas, pelo contrário, temos que ser capazes de corresponder a esses desafios de maneira incomum e criativa, empreendedora, eficiente e acima de tudo eficaz nos resultados, demonstrando ponderação, responsabilidade, cautela, porém segurança nas decisões e ações, somado ainda a justiça e a ética. Não basta apenas ter uma formação técnica, é preciso uma “formação” humanizada – um atendimento diferenciado, personalizado – ainda que dezenas de pessoas sejam atendidas num mesmo dia, cada um com seus conflitos, seus questionamentos a cerca de suas doenças, preocupadas nos seus submundos...

Desta forma gostaria de finalizar com o seguinte pensamento: “A natureza verdadeiramente humana das organizações é a necessidade de construí-la em função das pessoas e não das técnicas” (MORGAN, 1996).

Sucesso a todos!
Profª. Daniela S. Ribeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário